O valor da Infância

Marcado: , , , ,

valor_infancia3
Quantas descobertas guardam a infância, um período que vai do nascimento até a adolescência. Embora curto, se trata de uma fase muito importante para o aprendizado que será levado para toda a vida.
Os primeiros passos, as primeiras palavras, as emoções que se revelam, tantas coisas novas, aos poucos tudo vai ganhando forma, até que a criança vá se tornando cada vez mais independente e passe a compreender melhor o mundo ao seu redor.
Muitos se recordam dessa época com saudade, outros nem tanto, tudo depende das experiências vivenciadas no passado, se tiverem sido positivas ou negativas. Mas sem dúvida, o conhecimento adquirido nos primeiros anos de vida, se refletirão na vida adulta, desde a forma como enxergamos o mundo como caminhamos em direção aos nossos ideais.
E não há como lembrar ou falar sobre a infância, sem associarmos a esse universo especial das crianças, o papel da família, dos pais ou responsáveis por seu processo educativo,  que envolve cuidar, proteger, educar e transmitir os melhores valores.
Na visão espírita, a família assume uma função de grande importância na evolução dos espíritos que reencarnam como filhos ou dentro do mesmo circulo de convivência determinado. Cabe aos pais a missão de dirigi-los no caminho do bem, semelhante a jardineiros que devem oferecer cuidados para que o jardim possa crescer e florescer.
Esclarece a questão 383 de O Livro dos Espíritos sobre a utilidade para o espírito passar pela infância. “Encarnado, com o objetivo de se aperfeiçoar, o Espírito, durante esse período, é mais acessível às impressões que recebe, capazes de lhe auxiliarem o adiantamento, para o que devem contribuir os incumbidos de educá-lo”.
Destacando a infância como um momento especial da existência, Allan Kardec publicou um artigo na Revista Espírita, em fevereiro de 1859: “A infância tem, ainda, uma outra utilidade; os Espíritos não entram na vida corpórea senão para se aperfeiçoarem, se melhorarem; a fraqueza da juventude toma-os flexíveis, acessíveis aos conselhos da experiência, e daqueles que devem fazê-los progredir; é, então, que se pode reformar seu caráter e reprimir seus maus pendores; tal é o dever que Deus confiou aos seus pais, missão sagrada pela qual terão que responder”.
São muitas as reflexões que se pode fazer sobre o valor da infância, que deve ser cuidada e preservada para que o mundo possa ser um lugar melhor, mas encerramos com as palavras Jesus sobre o valor da pureza de coração que encanta: “Deixai que venham a mim as criancinhas e não as impeçais, porquanto o Reino dos Céus é para os que se lhes assemelham. Digo-vos, em verdade, que aquele que não receber o Reino de Deus como uma criança, nele não entrará.” — E, depois de as abraçar, abençoou-as, impondo-lhes as mãos. (Marcos, 10:13 a 16.)

Sugerimos para leitura:
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO PARA INFÂNCIA E JUVENTUDE V. 1 e V2
O Evangelho Segundo O Espiritismo para Infância e Juventude reúne a essência dos princípios da Doutrina Espírita em linguagem simples e ilustrada. Apresenta os ensinamentos do Cristo para crianças.

CRIANÇA – UMA ABORDAGEM ESPÍRITA
É um livros rico de informações bibliográficas sobre a acriança e suas histórias sociais ao longo do tempo.

CD CONTANDO HISTÓRIAS – GALERINHA DO BEM (CELSO SANTOS)
Com músicas de Moacyr Camargo, em que as melodias complementam os assuntos abordados neste trabalho com histórias muito bem interpretadas como: Pluralidade das existências, que fala sobre os outros mundos habitados, Direitos e Deveres, que ressalta a necessidade dos limites na infância e adolescência.

APRENDENDO A VOAR: História que simboliza o caminho da evolução, e apresenta de modo original e divertido a necessidade de superar imperfeições: o orgulho, a queixa, a vaidade, o desamor; e desenvolver virtudes: a tolerância, a paciência, a valorização do alimento, o trabalho, a humildade, a gratidão, a caridade, o amor e a alegria de servir à vida.

 

Criança e Espiritismo

 

Gostou? Compartilhe com seus amigos:

2 Comments

  1. Elizete Amancio Carvalho

    Importante os adultos se prepararem com leituras deste teor de conhecimentos para cuidarem como bons jardineiros dos Espíritos em fase infantil ,pois nesta fase estão sedentos de renovação e cuidados.

  2. Elizete Amancio Carvalho

    Excelente leitura,nos elevando vibratoriamente.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado e nem divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com o asterisco (*).