A Glândula Pineal e seu Papel

Marcado: , , ,

 

glandula_pineal_post_blog

Ignorada pela ciência convencional em sua abrangência espiritual, o mistério que envolve a glândula pineal ou epífise é bastante antigo, datando mais de dois mil anos. A glândula endócrina localizada perto do centro do cérebro foi descrita pelo filósofo e matemático francês Renê Descartes, como o local onde a alma se fixaria, um elo entre alma e corpo.  Já para os praticantes de ioga ela representaria o chakra, que levaria ao autoconhecimnento, captando informações além da nossa dimensão.

Foi esse pensamento de Descartes sobre o papel dessa glândula de interação entre o homem e o mundo espiritual que chamou a atenção do médico psiquiatra Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, no inicio dos anos oitenta. A partir de então iniciou suas pesquisas a respeito desse relógio interno responsável por todos os ritmos no organismo,  sua relação com as atividades psíquicas e a recepção de sinais do mundo espiritual por meio de ondas eletromagnéticas, indo muito além de secretar a melatonina, hormônio responsável pela regulação dos ritmos do corpo, relógio biológico e o sono.

De acordo com o estudioso do tema, Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, também idealizador da Uniespirito- Universidade Internacional de Ciências do Espírito: “A pineal é um sensor capaz de ‘ver’ o mundo espiritual e de coligá-lo com a estrutura biológica. É uma glândula, portanto, que ‘vive’ o dualismo espírito-matéria. O cérebro capta o magnetismo externo através da glândula pineal”. Ainda de acordo com  estudos afirma Dr. Sérgio Felipe, a glândula pineal é a único órgão do copo que lida com a dimensão espaço tempo e o espaço espiritual onde a vida continua, e portanto pensaríamos que a pineal seria como uma antena, sabidamente a pineal capta magnetismo e transforma em neuroquímica”.

Na obra Missionários da Luz André Luiz pela psicografia de Chico Xavier, o espírito André Luiz elucida de forma profunda: “Ela preside aos fenômenos nervosos da emotividade, como o órgão de elevada expressão no corpo etéreo. A glândula pineal reajusta-se ao concerto orgânico e reabre seus mundos maravilhosos de sensações e impressões na esfera emocional.” E prossegue: “ Segrega “hormônios psíquicos” ou “unidades-força” que vão atuar, de maneira positiva, nas energias geradoras… Ligada à mente, através de princípios eletromagnéticos do campo vital, que a ciência comum ainda não pode identificar, comanda as forças subconscientes sob a determinação direta da vontade”.

Tais descrições abordadas na obra de André Luiz e em pesquisas que levam em conta sua influência no campo espiritual, mostram a sua grande atuação sobre o sistema endocrínico e como as energias psíquicas podem ser determinantes no estado emocional negativo ou positivo, que reflete  se na saúde do corpo. Enquanto as boas emoções produzem fluidos benéficos, as energias nocivas geram desequilíbrios, mostrando como o pensamento é capaz de movimentar a matéria.

Para se aprofundar no tema

KIT 06 NOVOS TÍTULOS GLÂNDULA PINEAL , UNIESPIRITO

 

Assista entrevista com Dr. Sérgio Felipe de Oliveira

 

Gostou? Compartilhe com seus amigos:

One Comment

  1. Eleane

    Ola minha filha foi diagnosticada a 1 ano c cisto na pineal medindo 2.4 de diametro.Gostaria de saber se isso influencia o desrnvolvimento dela, uma vez q tem refluxo desde q nasceu, tbm teve intolerancia a lactose, gastrite, 2 nodulos nas cordas vocais, enurese noturna diariamente, entre outras….obgada.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado e nem divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com o asterisco (*).