Vivemos uma Transição Planetária?

Marcado: , , ,

O que explica o Espiritismo

Transição planetária

Serão esses acontecimentos um sinal que estamos realmente vivendo uma transição planetária? Doenças, guerras, mortes coletivas, catástrofes naturais, criminalidade e tantos outros conflitos e tragédias que assolam a Terra e causam desequilíbrio. 

Fatos que refletem o padrão vibracional na condição de um planeta de provas e expiações, como é o caso da Terra, que ocupa a segunda categoria na escala de evolução, atrás apenas dos mundos primitivos. Segundo a Doutrina Espírita são cinco categorias de mundos: Primitivos, Provas e Expiações, Regeneração e os mundos Celestes ou Felizes. 

Ainda como esclarece o Espiritismo, somos regidos pela Lei do Progresso, logo entendemos que o nosso destino é a evolução que jamais cessa por meio da reencarnação.

E para  que possamos avançar nesse caminho rumo ao estágio de um Planeta de Regeneração é fundamental que os habitantes da Terra repensem atitudes, freando impulsos negativos e se esforcem para a melhoria individual, e consequentemente coletiva.

O que significa um planeta de provas e expiações? É inegável que diante dos sofrimentos que temos vivenciado, nos encontramos em plena transição planetária, porque é urgente a necessidade de mudança nos padrões de comportamento da sociedade, nos quais a ganância, o orgulho e a vaidade predominam. 

“ Estamos no início das grandes transformações e fenômenos próprios demonstram chegados os tempos anunciados pelas Escrituras e confirmados pelos imortais”, ressalta o espírito Manoel Philomeno de Miranda pela psicografia do médium Divaldo Franco na obra No Rumo do Mundo de Regeneração.

Quando deixaremos de ser um mundo de dor para nos tornar um mundo mais feliz?

Essa é uma resposta que muitos desejam encontrar, quando ocorrerá a mudança de ciclo para um planeta mais feliz?

Explica a questão 728 de O Livro dos Espíritos: “É necessário que tudo se destrua para renascer e se regenerar porque isso a que chamais destruição não é mais que transformação, cujo objetivo é a renovação e o melhoramento dos seres vivos”

Segundo nos elucida Allan Kardec, a marcha do progresso é incessante e uma condição natural humana. 

Mas a humanidade segue sempre a marcha progressiva? “Há o progresso regular e lento, que resulta da força das coisas. Quando, porém, um povo não progride tão depressa quanto deveria, Deus o sujeita, de tempos a tempos, a um abalo físico ou moral que o transforma.” (O Livro dos Espíritos, questão 783).

E Prossegue nessa reflexão tão importante para a nossa compreensão: “Nessas comoções, o homem muitas vezes não percebe senão a desordem e a confusão momentâneas que o ferem nos seus interesses materiais. Aquele, porém, que eleva o pensamento acima da sua própria personalidade admira os desígnios da Providência, que do mal faz sair o bem. São a procela, a tempestade que saneiam a atmosfera, depois de a terem agitado violentamente”.

Nesse processo de aprendizado somos convidados a compreender que o caminho a seguir é a busca sincera e incessante pela reforma íntima, como base da evolução moral e espiritual que necessitamos. Fundamental também sermos guiados pelo sentimento maior de amor fraterno, o grande e absoluto antídoto capaz de cicatrizar as chagas mais profundas da humanidade neste processo de transição planetária.

Leituras para nos inspirar

Desencarnações Coletivas- Izoldino Resende

No Rumo do Mundo de Regeneração – Divaldo Franco

Planeta Terra em Transição- Izoldino Resende

O mensageiro da Regeneração- Rossano Sobrinho

Reencarnação e Carma – Lourdes Possatto

Gostou? Compartilhe com seus amigos:

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado e nem divulgado. Campos obrigatórios estão marcados com o asterisco (*).